O RAW vs JPEG parece ser um debate sem fim na fotografia. Alguns fotógrafos dizem que o formato RAW é melhor, enquanto outros dizem que o JPEG é melhor.

1) O que é RAW?

As imagens RAW(arquivo bruto), também conhecidos como “negativos digitais” são arquivos praticamente não processados provenientes diretamente do sensor da câmera . Eles são verdadeiramente “cru”, assim como seus ingredientes alimentares que precisam ser preparados e cozidos antes de poderem ser utilizados.

1.1) Vantagens de formato RAW
Arquivos RAW contêm maior gama tonal (razão entre o máximo eo mínimo de intensidade de luz mensuráveis de luz e preto) e posteriormente pode ser usado para recuperar subexpostas / superexposta imagens ou partes de uma imagem.
Quando uma imagem RAW é gerado, todas as configurações da câmera (também conhecidas como metadados), incluindo câmera específica e informações específicas do fabricante, são apenas acrescentado para o arquivo. Isso significa que a imagem em si permanece inalterado – as configurações são fornecidos apenas como referência e você pode fazer as alterações a eles mais tarde, em pós-processamento, como o Lightroom eo Photoshop. Esta é uma grande vantagem de usar RAW, porque se você acidentalmente utilizar uma configuração errada (como White Balance ) na sua câmera, você ainda tem a opção de mudá-lo mais tarde.
Arquivos RAW pode ser usado como prova de sua propriedade da fotografia e autênticos, não modificados imagens. Se você viu algo incrível e tirou uma foto em RAW, ninguém seria capaz de dizer que você usou Photoshop para adicionar elementos na sua imagem, comprovando assim sua veracidade e autoria.

1.2) Desvantagens de formato RAW
O arquivo RAW requer um pós-processamento e a conversão para JPEG antes de ser visualizado normalmente, o que adiciona uma quantidade significativa de tempo para o fluxo de trabalho.
O arquivo RAW ocupa memória da câmera e muito mais espaço do que as imagens JPEG. Isto significa que o cartão de memória pode armazenar menos imagens

2) O que é o JPEG?

JPEG é o formato de imagem mais popular para fotografias de hoje, capaz de exibir milhões de cores em um arquivo altamente comprimido. O método de compressão que o JPEG usa é “perda”, o que significa que uma determinada informação é removido a partir da imagem. Diferentes níveis de compressão (em porcentagem) pode ser aplicado sobre as imagens JPEG, o que influencia a qualidade e tamanho da imagem. Quando os detalhes são preservados, o tamanho do arquivo aumenta.

2.1) Vantagens de formato JPEG
As imagens JPEG são totalmente processadas na câmara e todas as configurações, tais como White Balance , saturação de cor, curva de tonalidade, nitidez e espaço de cor já são aplicadas à imagem. Assim, você não precisa gastar todo o tempo de pós-processamento de imagem como no RAW.

Devido ao tamanho menor, as câmeras podem gravar arquivos JPEG muito mais rápido, o que aumenta o número de imagens que podem caber em cartão de memória.

Dispositivos mais modernos e pacotes de software suporta imagens JPEG, fazendo o formato extremamente compatível.
As câmeras digitais oferecem diferentes compressões e opções de tamanho para guardar imagens JPEG, dando-lhe a flexibilidade e escolha sobre qualidade de imagem.

2.2) Desvantagens do formato JPEG
O algoritmo de compressão “com perda” significa que você vai perder alguns detalhes de suas fotografias. Esta perda mesmo que mínima, especialmente em arquivos altamente compactados, irá aparecer nas imagens como “artefactos”, e será visível para o olho.
Imagens JPEG são de 8 bits, o que coloca um limite de 16 milhões de cores possíveis.

Uma pergunta importante – Devo usar o RAW ou JPEG?

A resposta curta é ambas têm suas vantagens. A resposta longa está no restante desta lição. Mas se você é sério sobre sua fotografia, recomendo vivamente que você atirar em um arquivo RAW e, em seguida, editá-lo em um JPG. Eu explicarei porque.

Vantagens do JPG sobre o RAW

Mais versátil no uso final
Menos edição (em alguns casos)
Menor tamanho de arquivo

Vantagens do RAW sobre o JPG

Melhor qualidade de imagem
Mais versátil durante a edição
Pode facilmente alterar uma configuração incorreta de balanço de branco


Os arquivos RAW são enormes e ocupam mais espaços nos cartões de memória, não é recomendado para pessoas que desejam tirar muitas fotos de uma viagem/evento em um cartão, entretanto da ao fotógrafo liberdade no pós-processamento da imagem mesmo que ele erre em alguns fatores técnicos como balanço de branco (white balance) e exposição, ele pode corrigir o arquivo bruto em programas de edição como o “Camera RAW”.

Os arquivos JPEG são menores e ocupam consideravelmente menos espaço no cartão de memória e no backup posterior. É recomendado para qualquer tipo de fotografia(profissionais também).

Hoje em dia editores como photoshop são altamente recomendados para ajustar balanços de branco e exposição.

Dica: Fotografe o máximo que puder em JPEG.
Quando estiver fotografando em uma rua ou em uma viagem faça em JPEG e as fotos mais bonitas e importantes do dia faça uma foto extra em RAW.

Trabalhos muito importantes ou para agências a princípio fotografe em RAW, porém é aconselhado perguntar para o cliente qual formato ele deseja.

Aprenda a usar sua câmera DSLR numa aula VIP de Fotografia em São Paulo

Comprar e Baixar Kit de Presets Lightroom 2019 

Curta nossa Página no Facebook com Dicas e Video Aulas Incríveis de Fotografia