6 Dicas de fotos de moda

Começou brincando com a transformação de cachoeiras em ‘véus de noiva’ e hoje o paulistano Rodolfo Clix produz imagens não tão simples, e com pessoas — hoje uma de suas especialidades, inclusive lidando com alunos em seus cursos constantes na área fotográfica.

Clix tem várias inspirações na fotografia, das quais ele cita Marc Lagrange, Helmut Newton, David LaChapelle e Eugenio Recuenco, todos com um pé no surreal e na produção refinada. Diz Clix que ele curte clicar modelos femininas em condições surreais, ou ao menos puxando para um lado mais artístico. Atualmente o fotógrafo vem estudando arte deco, e pretende seguir um pouco da trilha do surrealismo e outros movimentos na sua fotografia autoral. Tudo isso sem abrir mão dos trabalhos mais comuns de fotografia fashion. E é para esse universo e seus fotógrafos que Rodolfo Clix nos traz algumas dicas.

 

1 – Aprenda de tudo um pouco da produção

Tente controlar tudo desde o começo. Ter uma equipe (maquiador, produtor) para ajudar na imagem é certo e muito bom, mas você precisa fazer muitas coisas, e para sair do seu jeito você tem que aprender pelo menos a pedir o que você quer — aceitando sugestões de todos, óbvio.

2 – Aprenda a utilizar luz artificial

Eu sempre disse que luz natural era a melhor para retratos para fotos de moda, mas percebi que usando somente luz natural falta o brilho final… E descobri que mesmo que você não queira aprender tochas, luz contínua e flashes, elas são necessárias para um ensaio profissional.
O mais importante na fotografia de moda — ou em todas no geral — é a iluminação. No momento estou estudando iluminação de cinema com luz continua, fresnel e luz natural, todas misturadas para obter algo muito diferente! Junto com flash também para poder ter o toque final da fotografia.

3 – Busque grupos de permuta

Para quem está começando: procure grupos de permuta e trocas de portfólio no Facebook ou na internet e ofereça ensaios em troca. Algumas modelos estão acostumadas e podem te dar muitas dicas! Aproveite para treinar tudo: flash, edição, tratamento de pele. Baixe tutoriais da Internet, pegue firme!

4 – Equipamento: uma câmera e bateria cheia

Qual equipamento usar para fotografia de moda ou ensaios? Lógico que posso pecar na escolha ou minimizar demais, mas como todo mundo já falou: aconselho “qualquer camera com bateria cheia”. Lentes? Use sem problemas a 50mm, 85mm e lente macro! Como é legal trabalhar com as modelos em macro!

5 – Estude muito os softwares!

Na edição de imagens (Photoshop e Lightroom) você pode mudar, produzir a foto, manipular, tirar sujeira, limpar a pele… Aprenda a fazer o tratamento de pele perfeito, a pós-produção e a saída de impressão!

6 – Use RAW!

Óbvio? Não, parece óbvio. Compre sim um cartão maior, ou mais de um, e fotografe todo o ensaio em RAW. Mas não fotografe achando que você vai poder corrigir todos seus erros: o RAW serve muito melhor para foto boa! Faça tudo na hora do clique, isso muda a foto, faz você produzir mais. Ajeitar a luz lhe ajuda a conseguir fotos incríveis que você não faria ‘ajeitando’ tudo no Lightroom!

Clix ainda complementa ainda que as fotos de moda visam mais que a roupa da modelo. E considera que seria interessante se as modelos estudassem mais arte e ajudassem na produção das próprias imagens.

Gostou? Tem mais… Como o Rodolfo Clix está hoje em dia mais focado em cursos de fotografia e editoriais de moda para marcas — além dos trabalhos autorais, claro —, ele criou especialmente para você um pacote de presets que usa no seu dia-a-dia. Então se você curte clicar moda e leu as dicas acima, acreditamos que vai gostar dessa mãozinha para a pós-produção nos próximos trabalhos.